As obrigações de um inventariante

Você sabe me dizer quais são as obrigações de um inventariante?

Após o advento de processos de inventários extrajudiciais, o processo de sucessão de bens em decorrência de causas mortis se tornou mais ágil. Contudo, não são todos inventários que podem utilizar esse modo de processamento.

Assim, muitos inventários são judiciais, ou seja, ainda tramitam nas varas cíveis dos respectivos fóruns. Mas, vamos nos atentar para a figura do inventariante.

De acordo com o art. 618 do Código de Processo Civil, é de responsabilidade do inventariante, entre outras obrigações: administrar o espólio, velando-lhe os bens com a mesma diligência que teria se seus fossem;

Ou seja, para administrar o espólio, o inventariante deve lançar mão de profissionais da área do direito, contabilidade, engenharia, veterinária. Pense no espólio de um fazendeiro, cujos bens, terras, gado, benfeitorias estavam tudo em nome da pessoa física?

O Inventariante ficará responsável pela administração dos bens móveis, semoventes, e para isso poderá contratar profissionais de outras áreas de conhecimento. Importante ressaltar que o inventariante, assim como o administrador da massa falida poderá ser remunerado.

O inventariante poderá fazer as despesas necessárias para administração e conservação dos bens. Isso serve para manter o valor econômico do bem. Deste modo, os herdeiros receberão o mais próximo daquilo deixado em vida pelo de cujus.

Envie seu comentário