Decisão do STJ beneficia produtores rurais